O que são remédios manipulados? Eles funcionam?

Postado em 09/11/2015

O que são remédios manipulados? Eles funcionam?

A arte e a ciência de combinar e manipular remédios é aquela que pertence ao farmacêutico e tem sido assim por centenas de anos. Na verdade, as primeiras práticas dos primeiros farmacêuticos era apenas isso, preparando medicamentos para seus pacientes. O que isto significa?

A manipulação de medicamentos

Preparar, formular, misturar, fazer pronto a partir de ingredientes químicos básicos, uma forma de dosagem específica para as necessidades de um paciente , como ordenado por um profissional da área de saúde, que pode ser um médico, um dentista, uma enfermeira ou um médico veterinário.

O que isso representa , então, é que o farmacêutico ou técnico de farmácia sob a supervisão direta de um farmacêutico, prepara-se uma forma de dosagem única ou personalizada para um paciente específico para resolver um problema terapêutico específico. Essa é uma breve explicação sobre o processo, mas o “porquê” é uma resposta muito mais complicada.

Quando usar medicamento manipulados?

Medicamentos manipulados podem ser a melhor escolha quando um produto comercial não estiver disponível ou a forma de dosagem específica não disponível. Por exemplo, uma forma de dosagem em comprimido pode estar disponível, mas um formato líquido não. Portanto , a dose adequada para uma criança, o farmacêutico simplesmente faz do composto uma forma de dosagem líquida. Isto é um exemplo simples, podendo variar também de diversas formas. Também, pode ser uma ótima opção para poupar dinheiro, já que medicamentos manipulados tendem a ser bem mais baratos que as versões comerciais de marca.

Como são feitos os medicamentos manipulados?

Medicamentos manipulados são normalmente feitos através da mistura de ingredientes químicos para atingir a dosagem, formulação e apresentação do remédio no meio desejado (injetável, líquido, comprimido etc)

Quem precisa de medicamentos manipulados?

Precisam de medicamentos manipulados:

  • Bebês e as crianças, especialmente os prematuros, que precisam de medicamentos em doses extremamente pequenas e muitas vezes precisam deles para tratar a doença do refluxo gastroesofágico;
  • Crianças que podem precisar de algo que é mais palatável (sabores frutados podem ser adicionados);
  • Pessoas com alergia a medicamentos comerciais, que muitas vezes contêm lactose;
  • Pacientes que necessitam de uma dose que não está disponível comercialmente;
  • Animais de estimação, que precisam deles para tratar a dor, problemas de ácido do estômago, problemas de tireóide e deficiências de potássio;
  • Pacientes idosos (muitas vezes) que necessitam de medicação em forma líquida porque eles têm dificuldade para engolir, por exemplo;
  • Pessoas que buscam poupar dinheiro pois os medicamentos de marca são mais caros.

Como são desenvolvidos medicamentos manipulados?

Medicamentos compostas são desenvolvidos a partir de receitas/formulações já existentes dos medicamentos no mercado. Porém, nem todos tem sua fórmula disponível para manipulação.

Como é que um farmacêutico sabe que a droga eles compõe é segura?

Farmacêuticos normalmente verificam se as receitas que eles usam são seguras e cada um tem os seus próprios recursos que eles usam para verificar a estabilidade e eficácia de um composto. Alguns recursos incluem:

  • Livros de informação de drogas e receitas para medicamentos comumente receitados para manipulação;
  • Centros de manipulação e referência em saúde,
  • O médico que escreveu a prescrição;
  • Hospitais , uma vez que eles fazem um monte de compostos líquidos;
  • Farmácias de manipulação como ponto de referência.

Os medicamentos manipulados são regulamentados?

Sim, e regulamentados pela ANVISA no Brasil.

Por que optar pelo composto manipulado?

Além de ser mais barato que os compostos disponíveis no mercado “normal”, medicamentos manipulados podem ser compostos para atender suas necessidades mais específicas e em doses que irão agredir menos seu organismo ou serem mais fáceis de consumir, por exemplo. É importante que você converse sempre com seu médico e busque deixar a receita o mais personalizada possível. Assim, evita uma dose muito grande para o seu caso e exageros desnecessários de medicamentos que podem acabar com sua saúde.

Outras Notícias

 

Aprenda montar um kit de primeiros socorros para viagens
Postado em 17/05/2016

Muitos aproveitam este período para viajar. É ai que mora o perigo. Grande parte dos indivíduos se esquece que uma viagem também tem imprevistos. Você sabe o que é necessário para não passar sufoco durante viagens?

Em caso de emerg&...
leia mais »

O melhor horário para tomar remédio
Postado em 10/05/2016

"Observamos que algumas doenças apresentam picos de piora dos sintomas, então podemos programar o medicamento para esses momentos. Assim, a ação acontece quando o corpo mais precisa", diz o pneumologista José Manoel Jansen da Silva, professor da Univer...
leia mais »

Hipertensão arterial: prevenção e tratamento
Postado em 03/05/2016

A hipertensão arterial é muito séria, porque é silenciosa e só reconhecida pelas lesões dos órgãos atingidos. É uma doença vascular de todo o organismo e deixa "marcas" nos órgãos atingidos: coraç...
leia mais »